4 formas de aumentar o limite de memória do PHP no WordPress

Dicas | Paulo Anderson | 12 de janeiro de 2016

Se você foi surpreendido pela mensagem, “Fatal Error: Allowed memory size 33554432 bytes exhausted (tried to allocate 2975669 bytes) in […]“, quando tentava instalar um plugin, atualizar seu WordPress para a versão mais recente ou tentar efetuar qualquer tipo de ação que consuma muita memória do servidor, fique tranquilo porque existe um jeito de contornar esse problema.

O que precisamos fazer é aumentar o limite de memória do PHP (Memory Limit).

Abaixo vou listar 4 formas de se fazer isso. Faça seus testes e veja qual delas resolve o seu problema.

1) Aumentando o limite de memória via arquivo php.ini

Você pode facilmente aumentar o limite de memória do PHP através do arquivo php.ini. Muitos hosts pequenos não fornecerão acesso a esse tipo de arquivo, mas alguns sim. Então, se seu host te permite criar um arquivo php.ini na sua área de hospedagem, essa forma poderá ajudá-lo.

Para fazer isso crie um arquivo php.ini — caso ele não exista — e coloque-o dentro do diretório em que seu WordPress está instalado.

Dentro desse arquivo coloque o seguinte comando:

Isso fará com que a diretiva memory_limit padrão do servidor seja alterada para 64 Mb. Salve e teste!

Obs.: Em alguns casos é interessante colocar uma cópia do arquivo php.ini dentro da pasta wp-admin também! #ficadica

2) Alterando o limite de memória via wp-config.php

Se você não tem acesso ou não pode criar um arquivo php.ini na sua área de hospedagem, talvez você consiga o mesmo resultado através do arquivo wp-config.php.

Abra o arquivo wp-config.php e coloque o seguinte comando:

3) Modificando o arquivo .htaccess para aumentar o limite de memória do PHP

A instalação padrão do WordPress não tem um arquivo .htaccess. Mas caso você já tenha criado um, abra-o e coloque o seguinte comando antes de qualquer outro comando existente:

4) Conversando com seu Host

Se você não tem muita experiência com o WordPress ou com essas coisas de servidor, programação PHP, etc., com certeza a melhor coisa a fazer, é pedir ajuda para alguém que tenha conhecimento. Mas se no momento você não tem ninguém que possa te ajudar, o melhor a fazer é solicitar apoio do suporte da empresa que hospeda o seu site. Se você tiver sorte irá encontrar pessoas capacitadas a resolver esse problema pra você, caso contrário, eu posso te indicar um bom host.

 

Fonte: wpmidia

"Se você faz o que sempre fez,
você obterá o que você sempre obteve".
- Anthony Robbins

Paulo Anderson
Paulo Anderson

Tenho 31 anos, sou empreendedor e desenvolvedor Web focado em WordPress há mais de 9 anos.
Cristão, Filho, Marido, Pai.

Fundador da CRIEI DESENVOLVIMENTO DE SITES

Fale conosco
Redes sociais